Terça-feira, 27 de Junho de 2017
19-06-2017

Temer grava vídeo atacando Joesley e fala em punição a criminosos


  • Imprimir
  • Compartilhar

Antes de embarcar para Rússia e Noruega, o presidente Michel Temer (PMDB) gravou um vídeo para as redes sociais, previsto para ser divulgado nesta segunda-feira, no qual afirma, em recado ao empresário Joesley Batista, que criminosos não ficarão impunes. Sem citar o PT, o presidente também vai ressaltar que a ascensão, expansão e enriquecimento do grupo JBS não aconteceu em seu governo. A resposta virá em um dia que, apesar de Temer estar saindo para uma viagem de cinco dias no exterior, o governo está à espera de uma denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça. No sábado, após a divulgação de entrevista dada por Joesley Batista à revista Época, Michel Temer já havia declarado que vai processar o empresário, que o acusou de comandar “a maior organização criminosa do país”. A expectativa do governo é que o discurso de criticar o Ministério Público Federal (MPF), que aceitou fazer um acordo de delação premiada em que Joesley tivesse de ser preso, um “bandido notório”, pode ter impacto junto à opinião pública. Temer decidiu aparecer falando para tentar reforçar que não está refém das denúncias e que, ao contrário, está disposto a enfrentar o empresário do grupo JBS. Ele vai alegar, por exemplo, que a crise política provocada pela delação de Joesley trouxe prejuízos bilionários ao Brasil e está atrapalhando a recuperação da economia, que tinha começado a dar sinais positivos. A avaliação do governo conclui que o empresário ataca o presidente para esconder delitos e evitar ser preso, além de diminuir as chances de qualquer tipo de punição. A decisão sobre o conteúdo do vídeo foi decidida pelo presidente em conjunto com seus principais ministros, em reunião convocada para elaborar as estratégias jurídica e política para os cinco dias de sua viagem internacional à Rússia. Agenda A ação judicial contra Joesley deve ser protocolada nesta segunda-feira. Nos encontros com auxiliares, Temer discutiu também a estratégia que vai adotar para reagir a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR), que deve ser apresentada nos próximos dias. Por fim, a mensagem que será divulgada também tem a missão de tentar passar uma aura de normalidade e de funcionamento do governo. A gravação do vídeo, de quatro minutos, foi feita no Palácio da Alvorada, e será divulgada na tarde desta segunda-feira, data do seu embarque. No vídeo, Temer também falará da importância da viagem para a abertura de mais mercados e novas oportunidades de negócios. Em Moscou e Oslo, o presidente vai falar a investidores sobre o que o governo chama de momento de modernização econômica que vive o Brasil – com responsabilidade fiscal, de maior racionalidade e de mais segurança jurídica.


Fonte: Revista Veja

  • Imprimir
  • Compartilhar